Mercado Imobiliário Em 2021 Quais As Expectativas Para Este Mercado

Mercado Imobiliário Em 2021: Quais As Expectativas Para Este Mercado?

O mercado imobiliário sofreu grandes alterações no último ano devido a pandemia de coronavírus, confira os pontos principais desta adaptação

Muitos profissionais que atuam na área possuem dúvidas sobre como estará o mercado imobiliário em 2021.

Devido a grande crise causada pela pandemia do coronavírus, esse é um dos setores que mais se recuperou, em comparação com outros que ainda estão tentando se reerguer.

Sendo assim, caso esteja interessado em saber um pouco mais sobre a previsão desse setor em 2021, então continue lendo esse conteúdo!

Mercado Imobiliário Em 2021

O ano de 2020 não foi bom para diversos setores, por causa da pandemia causada pelo novo coronavírus. Grande parte dos setores no mercado foram afetados pela pandemia e crise econômica que o país enfrenta, onde muitos ainda seguem tentando se recuperar dessa queda.

No entanto, o setor de imóveis é um dos poucos que não foram afetados em grande parte e que mais tem se recuperado nos últimos tempos. De acordo com o Sindicato da Indústria da Construção, a previsão é que esse setor cresça 3,8% em 2021.

Os corretores do mercado enfrentaram uma série de desafios em 2020, fazendo com que eles se tornassem mais flexíveis e preparados para novas mudanças. Neste ano, as dificuldades ainda não acabaram, pois o trabalho remoto ainda faz parte da rotina, além da necessidade de aderir a tecnologias para visitas online.

Porém, 2021 já demonstra alguns indícios para o crescimento desse mercado, como por exemplo, a queda da taxa Selic. Além disso, a retomada da economia no país contribui para o aumento da expectativa do mercado de imóveis.

Essa melhora deve ser ainda mais evidente conforme a vacinação da população brasileira contra a COVID-19, segundo o presidente da Associação Brasileira das Incorporadoras Imobiliárias, Luiz Antonio França.

A taxa Selic contribui para a recuperação do mercado imobiliário em 2021

Até então, a taxa Selic encontra-se em 2% ao ano, que é a menor de toda a história do Brasil.

Essa redução contribuiu para frear a recessão no mercado de imóveis. Embora não haja qualquer garantia de que a taxa continue nesse mesmo nível durante o ano todo, a expectativa é que não tenha uma grande alta nesse setor.

Em outras palavras, a previsão é de que a taxa Selic permaneça por volta de 2,75% durante o ano. Desse modo, o momento é favorável para a venda de imóveis e, como consequência, para a recuperação do mercado imobiliário em 2021.

Podemos citar como um exemplo os empregos e rendas que exercem direta influência sobre o setor de construção civil. Ou seja, com a taxa Selic que chegou a 2% no ano passado, a previsão é que continue trazendo bons resultados para o mercado de imóveis durante esse ano.

Essa taxa gera uma influência nos juros do crédito imobiliário que, por sua vez, acaba reduzindo graças à baixa na Selic. E, como consequência, aumenta a demanda de financiamento das vendas de imóveis.

Além disso, os bancos podem fornecer amplo financiamento de imóveis, tendo em vista que os créditos são seguros para as instituições. O próprio Banco Central já confirmou que a taxa Selic, provavelmente, sofrerá alterações ao longo do ano, podendo chegar até 3% no final.

Contudo, ainda assim demonstra ser um cenário favorável para o setor de imóveis, como dito antes.

Imóveis amplos estão sendo mais valorizados

Como dito anteriormente, a pandemia de covid-19 fez com que a economia do Brasil sofresse com alterações drásticas, que afetou muitos segmentos no mercado. Porém, a área dos imóveis sofreu pouco com esses problemas e já tem se recuperado.

Na realidade, com as pessoas passando mais tempo em casa, aumentou a demanda por imóveis maiores e mais confortáveis, ainda mais em cidades do interior e mais afastadas das áreas urbanas.

Devido a pandemia, o isolamento social tornou-se uma realidade e, com isso, veio o home office, que se manterá em muitas empresas, mesmo após a pandemia. Trabalhar em casa nem sempre é fácil, ainda mais quando não há o espaço ideal para suprir as necessidades.

Sendo assim, diversas pessoas passaram a procurar imóveis com um espaço maior onde pudessem fazer um escritório para poder trabalhar. Assim como também cresceu o interesse por imóveis e condomínios que possuem uma área de lazer.

De acordo com os próprios corretores do setor, houve um aumento de 100% na procura de imóveis que possuem um jardim.

Enquanto os imóveis com varanda gourmet cresceram por volta de até 50% na procura.

A expectativa é que essa tendência se mantenha firme durante esse ano. Portanto, o ideal é que as imobiliárias e corretores mantenham o foco na área de imóveis residenciais com mais espaço, além de varanda gourmet e áreas de lazer.

Sendo assim, construções civis e novos empreendimentos que ainda não foram lançados devem investir nesse comportamento dos consumidores.

Aumento dos anúncios online

Outro ponto que mudou de forma drástica devido ao isolamento social é a facilidade com a qual os clientes podiam visitar os imóveis. Afinal, a pandemia impediu que as pessoas pudessem visitar o local dos imóveis para conhecer.

Desse modo, os anúncios online de imóveis cresceram e diversos corretores da área decidiram usar a Internet a seu favor para divulgar os seus imóveis e captar novos clientes. Então, a tecnologia virou uma aliada para facilitar o trabalho deles.

Através dos anúncios online e outros recursos, os usuários podem conferir mais sobre os imóveis, sem precisar sair de casa.

Além disso, os apps de mensagens que já eram muito usados para contato agora tendem a crescer ainda mais durante esse ano.

Outro recurso que tornou-se muito popular e a expectativa é que se mantenha é o recurso de visitas virtuais. Através dessa ferramenta, o usuário poderá visitar um imóvel virtualmente em qualquer lugar e em qualquer hora.

Isso acaba facilitando todo o processo de venda e de locação. Assim como também proporciona uma maior segurança e comodidade, tanto para os clientes quanto para os corretores, por isso, é uma boa ideia investir nesses recursos em 2021.

Conclusão

Em suma, o mercado imobiliário em 2021 possui uma previsão favorável, ainda se recuperando do que sofreu no ano anterior. Porém, mesmo diante do atual cenário, possui uma boa expectativa.

Mesmo com tantas variáveis e fatores que influenciam, esse setor é considerado como um dos mais estáveis no mercado.

Por fim, caso tenha gostado do conteúdo ou ainda possua alguma dúvida a respeito, não esqueça de deixar o seu comentário!

Tags: 

Estratégias Imobiliárias

Redação Si9 Sistemas

A Si9 Sistemas atua com Tecnologias e Soluções para Imobiliárias, procurando inovação para o setor e contribuindo com conteúdos para agregar valor no dia a dia de nossos clientes. Deixe nos comentários suas dicas e opinião sobre o conteúdo! :D

Deixe seu Comentário